Baruch Dayan Ha Emet

 

Rabino Gavriel e sua esposa Rivka Holtzberg

Rabino Gavriel e sua esposa Rivka Holtzberg

É com pesar que publicamos a trágica notícia do falecimento de nossos queridos shluchim, emissários, diretores do Chabad-Lubavitch de Mumbai, Rabino Gavriel e sua esposa Rivka Holtzberg, ao lado de tantas pessoas inocentes,vitimas do covarde e brutal assassinato realizado por terroristas, em um dos piores episódios ocorridos.

Sede do Beit Chabad em Mumbai

Sede do Beit Chabad em Mumbai

As comunidades judaicas de todo o mundo estão consternadas, após terem se unido atendendo aos apelos feitos para que fossem realizadas preces e atos de bondade em prol da libertação dos reféns.

Moshe, o filhinho de dois anos dos shluchim, conseguiu escapar sendo levado nos braços de uma funcionária do Beit Chabad, logo após algumas horas da invasão da sede, conhecida como Casa Nariman, no popular bairro de Colaba. A Associated Press noticiou que a criança havia saído ilesa, mas com as roupas encharcadas de sangue.

Acolhendo a comunidade

Acolhendo a comunidade

"Gabi e Rivky Holtzberg fizeram seu útlimo sacrifício", declarou o rabino Moshe Kotlarsky, vice-presidente da Instituição Merkos L’Inyonei, o braço educacional do Movimento Chabad-Lubavitch, cuja sede fica em Nova York. "Como emissários enviados a Mumbai, eles trocaram sua vida confortável, ao lado de seus amigos e familiares a fim de difundir os valores judaicos a esta parte do mundo, repleta de turistas, entre os quais, muitos israelenses, acolhendo a todos e lhes fornecendo conforto material e espiritual. O Beit Chabad tornou-se um centro popular na comunidade local tanto no meio empresarial quanto turístico.

"Atuando há cinco anos na comunidade, dirigiam a sinagoga oferecendo cursos, aulas de Torá, bem como promovendo atividades que espalhavam alegria a todos que freqüentavam sua casa.”, acrescentou o rabino. "O amor incondicional que dedicavam à comunidade permanecerá para sempre presente na vida de todos que tiveram o privilégio de terem sido tocados por amobos, através de um gesto carinhoso, de um sorriso, de uma boa palavra. Certamente iremos dar continuidade a este maravilhoso trabalho que eles deram início.”

Rabino ao lado de sua esposa e filho

Rabino ao lado de sua esposa e filho

O casal Holtzberg chegou em Mumbai em 2003 para servir a pequena comunidade judaica local, acolhendo empresários e turistas que permanecem temporariamente na cidade.

Gavriel Holtzberg, falecido aos 29 anos, era israelense. Mudou-se para Crown Heights, Brooklyn, NY, com seus pais, aos nove anos. Estudante destacado, foi bi campeão em competições que premiavam quem mais memorizava a Mishná, um compêndio de leis e decretos Rabínicos compilada no século II da Era Comum.

Cursou Yeshivot, em Nova York e Argentina, tendo participado de programas especiais promovidos pelo Merkos L’Inyonei ajudando os rabinos das comunidades da Tailândia e China, a desenvolver suas atividades enquanto ainda era estudante. Sua esposa Rivka tinha 28 anos, nasceu em Afula, Israel. Sua irmã Chayki Rosenberg a descreve como alguém dedicada profundamente, de corpo e alma, a outros judeus e pessoas da comunidade. “Ela lecionava muitas aulas para diversos grupos de mulheres no Beit Chabad, sempre transmitindo mensagens positivas a todos”.

Em atividades com as crianças

Em atividades com as crianças

Dois anos atrás, o casal havia conseguido levantar fundos para a construção de sua sede em Mumbaim, composta por cinco andares e localizada em uma área próxima aos hotéis, restaurantes e centros de compras muito frequentada por turistas. Além dos diversos cursos ministrados a todas as faixas etárias da comunidade, prestavam serviços comunitários como fornecimento de comida casher, realização de cerimônias como brit –milá (circuncisão), bar mitsvá e casamentos judaicos.

O último contato que foi registrado como tendo sido feito pelo Rabino Gavriel foi com o consulado israelense informando sobre a invasão dos terroristas ao Beit Chabad. A linha foi cortada e desde lá não se obteve mais notícias do que estava ocorrendo dentro do estabelecimento.

Realizando um bar-mitsvá

Realizando um bar-mitsvá

Mais de 125 pessoas foram mortas desde quarta-feira à noite, em vários ataques simultâneos feitos pelo grupo terrorista. Estes descarregaram sua munição portando fuzis e granadas em vários pontos da cidade, incluindo além do Chabad, dois hotéis, estação de trem e locais turísticos. De acordo com os serviços de segurança, ficou claro que o Beit Chabad era um alvo pré-determinado no ataque.

Sua esposa na inauguração da sede

Sua esposa na inauguração da sede

Uma equipe de 15 representantes do movimento Chabad, incluindo Califórnia, Nova York, Washington, Israel, Índia, China e outros centros trabalharam ininterruptamente durante a tragédia, acompanhando as notícias e se mobilizando para ajudar no que estivesse ao seu alcance. Pedidos de preces (leitura do Tehilim/Salmos) foram prontamente atendidas no mundo inteiro mobilizando milhares em prol da libertação dos reféns.

A polícia local de Mumbai ao lado do alto escalão do governo indiano empreenderam seus maiores esforços com suas equipes de salvamento aos hotéis, onde havia grande contingente de pessoas a serem protegidas e resgatadas. Quando tomaram a decisão de entrar em ação com a policia de assalto no Beit Chabad, constataram que o pior já havia ocorrido.

Os pais de Rivky conseguiram chegar em Mumbai nesta sexta-feira cedo pela manhã. Agora apenas para levar seu neto, órfão de pai e mãe, para ser resgatado da cena indescritivelmente triste e lamentável, levado ao convívio e consolo familiar.

Os shluchim

Os shluchim

 

Fonte: http://www.chabad.org.br/

 

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em MOVIMENTO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s