O Tanya – parte 42

Mantendo a Supremacia

Como um judeu classificado como benoni mantém sua supremacia sobre o mal dentro de si durante todo o dia, mesmo quando não está ocupado com o serviço do coração, que é a prece?

Na hora da prece, o mal dentro de sua alma animalesca "cochila", sabendo que não tem chance de atrair a atenção do benoni. O yetser hará não incomoda o benoni nesta hora. No entanto, após a hora da prece ele não é irradiado pela iluminação elevada que emana do Intelecto Celestial, que é revelado na hora da oração. Embora o amor ardente tenha ocupado o coração do benoni durante a prece, depois desta hora somente o aspecto do amor chamado ahavah mesuteret – "amor oculto" – permanece em seu coração. Este amor oculto não se manifesta como um desejo ardente de apegar-se a D’us. Em vez de ser apaixonado e exigente, é tranqüilo e plácido. Além disso, este amor oculto não preenche completamente o lado direito do coração do benoni. É como se o seu coração estivesse apenas incrustado com amor. Ou seja, somente uma fina camada de amor pavimenta seu coração, por assim dizer. Não é surpresa, portanto, que depois que termina a hora da prece o benoni volte a seu status espiritual original. O mal retorna e é despertado com força total, desejando as coisas desse mundo e seus prazeres. Como então o benoni recupera o domínio sobre ele, depois da hora da prece?

Sem ficar desnorteado

Está claro que não há um único remédio para esta situação. A cura adequada depende de diversos fatores. Num sentido geral, devemos fazer a distinção entre alguém cujas preces deixam uma impressão duradoura sobre ele, e alguém cujos sentimentos exacerbados vivenciados durante a prece desaparecem sem deixar nele uma impressão duradoura. Além disso, devemos levar em consideração o fato de que toda pessoa tem muitos e variados poderes e habilidades. Claramente, quando desejamos curar as doenças da alma, devemos estar completamente familiarizados com todas as enfermidades e suas variações que afetam a alma.

Os desejos físicos da alma animalesca são despertados involuntariamente. Não está ao alcance da pessoa comum prevenir o surgimento de paixões e desejos. Portanto, o benoni não deveria ser confundido ou ficar ansioso pela presença de hóspedes indesejados – o despertar dos desejos de seu coração, ou o surgimento de maus pensamentos em sua mente. Entre o despertar da paixão, ou o surgimento de pensamentos alheios, e cair realmente em pecado, há uma grande distância. O Tanya explica a razão para isso: "O mal de sua alma animalesca não tem a única autoridade e domínio" sobre a pessoa. Sua alma Divina também tem sua vez. Desde que a pessoa não execute voluntariamente os desejos que são despertados dentro de si, em pensamento, palavra ou ação, não pode haver reclamações contra ele, e nenhuma punição pode ocorrer. Também não pode ser chamado de perverso.

A mente governa o coração

O benoni, de quem a impressão das preces passa e desaparece, pode ainda adquirir o domínio sobre sua má inclinação durante o dia, após a hora da prece. Mas para isso ele exige especial ajuda do Alto, como está explicado no capítulo 13 do Tanya.. Em contraste com ele está o benoni no qual a impressão da prece realmente permanece. O último é capaz de enfrentar o despertar de seus desejos em virtude do inato poder de sua mente para governar o coração, como está explicado no 12º capítulo do Tanya – "pois o homem foi assim criado a partir do nascimento, e toda pessoa consegue, com o poder da vontade em seu cérebro, restringir-se e controlar a ânsia dos desejos de seu coração, impedindo que estes desejos se expressem em pensamento, palavra ou ação."

Nos animais de quatro patas a cabeça, o coração e o fígado estão todos no mesmo nível. Em contraste, o homem foi criado para caminhar sobre dois pés numa postura ereta – seu coração está acima do fígado, e o cérebro acima do coração. Isso também é simbólico do status espiritualmente superior da mente.

Embora em muitos casos a supremacia da mente sobre o coração seja expressa por meio do intelecto e da racionalização, está claro que quando a paixão arde dentro da pessoa, esta não consegue convencer sua má inclinação usando explicações lógicas. Ao contrário, ele precisa ativar "o poder da vontade em seu cérebro" para restringir e controlar os desejos de seu coração.

Deve-se destacar que a supremacia da mente sobre o coração é um fenômeno natural. Esta é a maneira pela qual o homem foi criado. "Todo homem é capaz de utilizar o poder da vontade em seu cérebro para conter-se e controlar a ânsia dos desejos de seu coração." Ele possui a capacidade de controlar os desejos do coração em ação, na fala e até mesmo no pensamento. De fato, a supremacia da mente sobre o coração aplica-se a todos os aspectos da vida. E quando o equilíbrio das almas Divina e animalesca foi mudado em favor da alma Divina, e a alma animalesca é impedida de expressar seus desejos, há um fator adicional que ajuda o benoni. Este é a supremacia da luz sobre as trevas, a supremacia da santidade sobre a kelipa, e a supremacia da alma Divina, que reside em seu cérebro, sobre a alma animalesca que reside em seu coração.

Anúncios
Esse post foi publicado em CABALATERAPIA. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s