O CEIFEIRO LADRÃO E A SUA FILHA

 

Há muitos, muitos anos, um homem foi ao campo roubar trigo e levou a filha com ele para que ela o ajudasse na tarefa.

“Filha”, disse ele, “fica aqui na estrada de guarda para que ninguém me veja.”

Mas assim que o homem começou a ceifar a filha gritou-lhe:

“Pai, estão a ver-te.”

O homem levantou a cabeça e olhou para a esquerda, mas como não viu ninguém continuou a ceifar.

“Pai, estão a ver-te”, gritou a criança uma segunda vez.

O homem levantou a cabeça e olhou para a direita, como nada viu continuou a ceifar.

Passados mais uns minutos a menina gritou uma terceira vez: “Pai, estão a ver-te”.

O homem olhou para a frente, mas não viu ninguém e continuou a ceifar.

“Pai, estão a ver-te”, gritou a filha pela quarta vez.

O homem olhou para trás e como não viu ninguém ficou irritado com a criança:

“Então filha?! Dizes que me vêem mas eu já olhei em todas as direcções e não vejo ninguém.”
A filha encolheu os ombros:

“Mas pai, estão a ver-te dali”, disse ela apontando para o céu.

 

Conto tradicional dos judeus da Tunísia, publicado pela primeira vez nos finais do século XIX pelo rabino Abba Shaul Haddad. Este conto é muito semelhante a uma outra história tradicional contada pelos judeus da Índia.

Anúncios
Esse post foi publicado em OS SÁBIOS ENSINAM. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s